minhas autorias ♥




" Não é porque eu vejo filmes de romance e leio pura e exclusivamente romances que eu acredite em contos de fadas. Existe um negócio que se chama sentimento que nem todo mundo tem. Muitas pessoas pensam em não fazer para os outros o que não gostariam que fizessem pra si. Já eu penso diferente, eu penso em fazer para os outros o que gostaria que fizessem por mim. Porém, nem sempre isso acontece. Melhor dizendo, quase nunca. Aquele esquema de fazer de tudo pra sustentar certas coisas, esperando algo em troca não faz muito bem. Até porque, as decepções são proporcionais às expectativas. Quem não gosta de um agradinho de vez em quando ? Uma mensagem bonitinha, uma ligação inesperada, uma surpresinha por menor que seja. A felicidade está nas pequenas coisas, pelo menos pra mim. E digamos, que sou uma pessoa fácil de agradar. As dicas são dadas a cada instante. Entretanto, nem todas as pessoas tem o poder de decifrá-las. E quando eu digo "fácil de agradar" é fácil, muito fácil. Não que eu me contente com pouco. Muito pelo contrário, nunca me contentei com pouco e sempre exigi muito de mim. Mas acredito que vindo de outras pessoas, qualquer coisa que venha de dentro, que seja sincera, tem um valor incrivelmente maior do que qualquer coisa que tenha apenas preço. "





  • " Sim, eu teria um milhão de outros assuntos pra escrever. Vários, diversos, infinitos, muitos outros ainda não abordados. Mas não, a saudade é grande demais pra eu falar de qualquer outra coisa senão dela: a saudade. Com o tempo a gente aprende a sobreviver com esse aperto. Paula Fernandes diz, "Eu tô carente desse teu abraço, desse teu amor que me deixa leve, eu tô carente desses olhos negros, desse seu sorriso branco feito neve, ... , sem você sou caçador sem caça, sem você, a solidão me abraça, sem você, sou menos que a metade, sou incapacidade de viver por mim, sem você" . E é assim, bem assim que eu me encontro: sozinha, pequena, vazia, inútil, triste, incompleta. Sem vontade de mais nada, sem ânimo. Não desisti de tudo ainda, justamente por te sentir tão presente em mim. E, apesar de pouco tempo de convivência, eu já sei que tu não me perdoaria jamais, caso eu desistisse de algo que eu tanto quis. Não vou negar que ainda choro quando uma coisa ou outra te traz na minha memória. Tantas risadas, tantos momentos, tanto carinho, tantas histórias, tanta cumplicidade, tanto amor... Às vezes me pego perdidamente apaixonada olhando nossas fotos e admirando teu sorriso. É, não é tão fácil quanto parece. Relembrar perfeitamente tudo o que vivemos ao fechar meus olhos. Sentir tua presença, sentir teu cheiro, ouvir tua voz... Que coisa tão boa... Um sentimento de paz, de aconchego, pois sei que estou nos teus braços. A saudade me atormenta e toma conta de mim. Nos vemos em breve... Te amo "


" A gente nunca está preparado pra perder as pessoas que amamos. Não foi diferente. Tu se foi, sem mais nem menos. Ninguém entendeu o motivo de isso ter acontecido logo agora, agora que estava tudo dando certo. Queria muito que tu estivesse aqui comigo,  com aquele sorriso lindo que eu sou perdidamente apaixonada. Aquele teu jeito contagiante. Aquele abraço apertado acompanhado de um beijo e um tapa. Sempre. Não demorava muito. Mas Deus precisava mais de ti do que a gente. Nunca vou esquecer as nossas primeiras conversas. O nosso primeiro encontro. O nosso primeiro abraço. O primeiro beijo. Tuas palavras me envolveram, me cativaram, me fizeram me apaixonar, gostar de ti, sentir alguma coisa muito próxima do tal “amor”. A tua promessa se cumpriu enquanto tu estavas ao meu lado. Realmente, meus finais de semana mudaram com a tua presença. Aliás, não só os finais de semana, como os dias de semana também. Minhas manhãs, tardes e noites. Minha vida. É, ainda esse final de semana tu me disse que achava lindo o jeito que nos conhecemos, diríamos um encontro casual, não é ? E a minha promessa eu também cumpri, te prometi ter unhas até a gente namorar, e elas estão aqui, exatamente como tu queria, compridas e vermelhas. Unhas essas, que tu amava percorrendo tuas costas, teus braços e tua cabeça te fazendo carinho até dormir, né lindão ? É, quem diria que a vida separaria a gente assim… Já tinhamos traçado todo um futuro, já tinha feito mil planos para daqui um tempinho,  tantas coisas. O que deixa a gente mais aliviado é saber que tu sempre foi uma pessoa simplesmente maravilhosa, perfeita, sem nenhum defeito, completa, como tu dizia. Esse final de semana foi a coisa mais perfeita que existiu na minha vida. Nunca imaginei encontrar alguém assim, feliz, sorridente, esforçado, carinhoso, sincero, amigo, parceiro, estudioso, amado por todos, lindo, cheiroso, perfeito. Agora tu é meu anjo. É a luz que vai me ajudar daqui pra frente. Infelizmente o nosso último contato foi no caixão, achei que eu tivesse medo de mortos, mas o amor me ensinou que quando a gente realmente ama alguém a gente supera os respectivos medos. Senti tua alma comigo ao pegar tua mão e beijar teu rosto. A saudade toma conta de mim. A vontade de te ter em meus braços pra te fazer aqueles carinhos que tu tanto gostava. Só te peço que me proteja, guie meu caminho e oriente meus passos, já que eu não posso te ter de volta, né ? Ali, meu amor, eu te amo !  "


" Pois é, tem coisas na vida que são inacreditavelmente complicadas. E minha situação atual não passa muito longe disso. É passado atormentando presente. São lembranças nada legais voltando à tona. É um pretérito inundado de acontecimentos desagradáveis que insistem em serem lembrados, perfeitamente escondidos atrás de um mero sorriso. Não é fácil ser forte sempre, aliás, ninguém é. Chega uma hora que tudo desaba e a vontade de desistir é grande. Daí eu lembro, que assim como existe alguém no mundo que precise de mim, eu também preciso de alguém. Alguém que me entenda, me acompanhe, participe, que olhe para os meus defeitos com sugestões de melhorá-los, que me julgue, mas que também lembre que todas as pessoas têm qualidades. E digo, sem receios, poucos sabem, mas meu pior defeito é a carência. Quem conhece um pouco da minha história sabe que eu, assim como todas as pessoas, preciso de abraços, beijos, carinhos e principalmente compreensão. Costumo esperar que as pessoas correspondam meus sentimentos, embora veja que estão sendo meio que correspondidos - ou não - . Criar expectativas fode tudo, sim, fode. E dói. Esse negócio de não saber o que fazer é um inferno. Sentimentos se confundem facilmente e o medo de ser simplesmente ignorada de uma hora pra outra dá um grito em meio ao meu silêncio. Porém, ninguém disse que seria fácil, não é ? A única alternativa é esperar. Colocar tudo isso nas mãos de Deus. Aguardar e ver no que essa história vai dar. Até porque, “o que vale a pena possuir, vale a pena esperar”, né ? "


" Pois é, todo mundo já tá cansado de saber, mas quase ninguém aceita. Tudo bem, eu sei que é clichê, mas é uma das coisas mais certas que eu já ouvi na minha vida. E talvez tenha sido essas verdades do Caio que tem me mantido aqui. E que me fazem não desistir. E que me fazem esperar. E, talvez eu seja tão intensa e às vezes haja por impulso somente por um dia ter lido isso. Diz ele: “Mas não te procuro mais, nem corro atrás. Deixo-te livre para sentir minha falta, se é que faço falta. Tens meu número, na verdade meu coração, então, se sentir vontade de falar comigo ou me ver, me procura você”. E é exatamente assim que hoje eu me encontro: deixando as pessoas que eu gosto livres. Livres não no sentido de não me importar. Muito pelo contrário, deixo livres justamente por gostar demais. Aceito as escolhas, as adversidades que a vida nos obriga a passar por cima. Tenho que aprender que nada. Não, não é “nem tudo” é nada. NADA é como eu quero. Fantasio demais, sabe ? Crio um mundo de expectativas, imagino muita coisa, um futuro perfeito. Só que, por mais que eu saiba, tenha a certeza de que nada nessa vida é perfeito e, mesmo que a gente não queira, tudo tem um fim, eu continuo criando expectativas e, certa e  consequentemente, me derramo chorando pelos cantos depois. Não culpo ninguém além de mim mesma por isso. Se as pessoas me tratam bem, provavelmente elas também se sentem ao fazer isso. Acredito que tudo o que aconteceu não tenha sido só pra me agradar. Espero que não, pelo menos. O fato é: eu não tenho pressa, estou disposta a esperar. Independente de tudo, ou quase tudo. Às vezes nos são impostos desafios para testar se somos fortes o suficiente para enfrentá-los e seguir em frente. O que dói é ficar ali, esperando sem ter a certeza de nada. Sem ter uma esperança de que um dia algo possa acontecer. Mas, das duas, uma:  ou quem espera sempre alcança, ou quem espera sempre cansa. Porém, somente o tempo mesmo é capaz de me mostrar por quem devo lutar  e de quem será necessário desistir. "


“Tenho medo de acreditar nos sentimentos que as pessoas dizem ter por mim. Insegurança ? Talvez sim, mas acredito que o que fala mais alto seja o receio de me machucar mais uma vez. Sou campeã nisso. Sou muito intensa. Comigo é oito ou oitenta, exatamente como diz o ditado. Não aceito ser meio termo de ninguém, assim como ninguém é meio termo meu. Ou é tudo, ou é nada. Costumo me atirar de cabeça nos relacionamentos e, consequentemente, acabo me machucando por isso. Esse é o meu pior defeito. Confio demais nas pessoas e principalmente no que as pessoas dizem pra mim. Sou carente ao extremo. Me agrado com qualquer palavra bonita acompanhada do pronome possessivo “meu” e suas derivações, não deveria, mas sou assim. Hoje estou um pouco mais acostumada a viver sem as pessoas, a não depender delas. Queria que tudo fosse mais fácil, sabe ? Principalmente em relação a sentimentos. Às vezes damos muita importância a quem não merece um pingo dela. Outras vezes, ignoramos, deixamos de lado as pessoas que, se nós permitíssemos, nos fariam um bem enorme, que estão ali, do nosso lado, mas não queremos ver, por conta de gostar demais de quem não nos fará falta mais pra frente. Precisamos rever os valores, tratar as pessoas como elas nos tratam, exatamente como elas nos tratam. Parar de correr atrás de quem nos trata mal, não está nem aí pra gente e resolve correr atrás quando vê que está nos perdendo. Cansei de cair nesse joguinho, não caio mais, e se eu sofrer mais pra frente, de que importa ? Ninguém sabe o que eu sinto dentro do peito. Sabem meu nome, não a minha vida, muito menos os sentimentos que se passam por aqui.”


" O que me dói é saber que deixei muitas coisas para trás para ter segurado sua mão. Dei a cara pra bater quando vinham e falavam que esse amor não iria vingar. Eu juro que acreditava com toda a minha força, e não vou negar que muitas vezes pensei que seria eterno. Fui me envolvendo, e a cada dia que passava a minha felicidade continuava como a primeira vez que nos tocamos, que por sinal, otário sinal, eu me lembro de como aconteceu. Apostei minhas fichas que você teria mudado, e você mudou, deu motivos, razões para eu acreditar nisso e assim… eu acreditei. Eu sabia, desde o começo, que esse envolvimento feriu pessoas de fora. Aproximaram algumas e afastaram muitas, mas como pensei que teria você sempre ao meu lado, deixei o vento soprar, até porque ele estava soprando a meu favor. Eu andava desconfiado pelas coisas estarem tão boas, até porque, quando a esmola é demais o santo desconfia, não acha ? Dias se vão e essa instabilidade tão natural foi acabando. Eu com meus defeitos, você com os seus. A bomba estava prestes a estourar… e assim estourou. Você aparentando que não queria mais nada e eu cansada de dizer que iria mudar, e estava mudando. Não guardo rancor, mas de todos os meses em que acreditei que você era outra pessoa, em dois dias ou uma semana não acreditava mais nisso. Como pode uma pessoa da água do vinho mudar ? Mas não muda, me falaram… ou seja, se as pessoas não mudarem por si mesma não há amor que faça elas mudarem por alguém. Às vezes penso que você se tornou uma pessoa só para me agradar sendo que não precisava disso. Talvez nem foi amor, foi algo passageiro mas de certa forma com um efeito gigantesco na minha vida ! Não vou negar, foi gostoso, mas se eu pudesse, não teria começado. Hoje falo de coração que não sinto mais nada e vou usar a frase mais clichê: ”foi bom enquanto durou” e hoje eu sinto dó, não de mim, de você… dó de saber que você poderia ser uma pessoa melhor para você. E não é. Mesmo longe, a consideração que tenho por você ainda floresce aqui e como uma desconhecida espero que você encontre uma pessoa que faça o triplo do que eu tentei fazer pra você (do meu jeito errado). A minha alma agora se encontra pura, tudo de bom e ruim que guardei, joguei fora, minha decisão uma vez feita nunca volta atrás. Apesar de a sua amizade fazer falta, não te procuro, não quero saber notícias, não me convém mais nada ao seu respeito. Realmente ter me envolvido com você me feriu… feriu do pretérito perfeito. Estou feliz, estou vivendo, estou em novos ares, inocentemente meu coração permanecerá como está e com as portas abertas, não serei hipócrita de dizer que não “amarei” mais. E, embora eu não te deseje mal algum, também não te desejo bem nenhum ! "


" É, a vida prega umas peças na gente. Leva pessoas que jamais nos veríamos sem e traz pessoas que nunca nos passou pela cabeça encontrar. É bom isso, conhecer pessoas novas, ter experiências e vivências novas. a parte ruim disso tudo é o sentimento. Não, não tô dizendo que é ruim ter sentimentos, muito pelo contrário. É bom, bom não, é ótimo. Talvez uma das melhores coisas do mundo seja sentir, seja lá o que for, mas sentir. sentir verdadeiramente, sentir com o coração. Obviamente, se escrevo isso, é porque algum dia já senti, e senti demais, por sinal. Não costumo dizer que sinto mais do que a outra pessoa merece, porque quando a gente gosta, não existe isso de 'merecer'. A gente gosta porque a outra pessoa nos faz bem, nos completa, nos faz sorrir quando estamos chorando aos prantos, e nos faz chorar, mas de emoção, não por sofrimentos e decepções. Quanto a decepções, as pessoas já deveriam saber, ter a certeza de que elas são inevitáveis, de ambos os lados. Ninguém está insento de decepções. Uma hora ou outra elas aparecem, mas cabe a nós, saber lidar com elas.Ninguém é prefeito, esqueça isso, tire de mente, todos temos um turbilhão de defeitos. E é justamente aí que entra o tal do 'amor'. É aceitar a outra pessoa exatamente como ela é, aceitar os gostos dela, embora sejam completamente opostos aos teus. É ceder, ceder pra poder receber também. uma das coisas mais importantes da relação. Tudo tem a sua importância em especial, o carinho, o respeito, o amor, a atenção … todas essas coisas, mas aceitar as diferenças, aaaah, isso é fundamental. por isso acredito naquilo que dizem: não são os opostos que se atraem, mas os diferentes que se completam ! "


" Chorão já dizia “Ouvi dizer que só era triste quem queria”. Não vou dizer que concordo plenamente, mas num sentido amplo, ele tinha razão e a frase faz sentido. Tristezas e decepções fazem parte da vida. Da minha, da tua, da do fulano, do beltrano e te todo aquele pessoal lá. Há quem diga “tu não é feliz porque não quer”. Sempre tem, mas não, não é bem assim que funcionam as coisas. O conceito de felicidade abrange muito mais do que aquele sorriso no rosto. Nunca ouviu dizer que “nem sempre o sorriso que trago é a vida que levo” ? Pois então. Acredito sim, que sair no sábado a noite, baladas, fazer amizades novas, bebedeira, pegação e afins traga a tal “felicidade” pra alguns. Mas não pra mim. Nunca fui fã de nenhum desses itens. Pra não generalizar tanto, talvez o “fazer amizades novas” seja o único que me agrada um pouco, pois tenho facilidade em fazer isso. Sempre fui diferente dos demais adolescentes e não acho isso nada ruim. A minha felicidade se resume em músicas, livros, um papel e uma caneta. Sim ! Quem me conhece de verdade sabe que eu não vivo sem uma caneta e um pedaço de papel, por menor que seja. Cada um vê a felicidade de uma forma diferente, e a minha é assim resumida. Bruninho do Sorriso Maroto diz “Acredito que dias melhores estão por vir”, e eu acredito mesmo, mas pra isso é preciso ir atrás, ir à luta. De nada adianta ficar esperando, porque exceto a chuva, nada cai do céu. E sempre digo, que só merece a felicidade quem acorda disposto a conquistá-laChorão já dizia “Ouvi dizer que só era triste quem queria”. Não vou dizer que concordo plenamente, mas num sentido amplo, ele tinha razão e a frase faz sentido. Tristezas e decepções fazem parte da vida. Da minha, da tua, da do fulano, do beltrano e te todo aquele pessoal lá. Há quem diga “tu não é feliz porque não quer”. Sempre tem, mas não, não é bem assim que funcionam as coisas. O conceito de felicidade abrange muito mais do que aquele sorriso no rosto. Nunca ouviu dizer que “nem sempre o sorriso que trago é a vida que levo” ? Pois então. Acredito sim, que sair no sábado a noite, baladas, fazer amizades novas, bebedeira, pegação e afins traga a tal “felicidade” pra alguns. Mas não pra mim. Nunca fui fã de nenhum desses itens. Pra não generalizar tanto, talvez o “fazer amizades novas” seja o único que me agrada um pouco, pois tenho facilidade em fazer isso. Sempre fui diferente dos demais adolescentes e não acho isso nada ruim. A minha felicidade se resume em músicas, livros, um papel e uma caneta. Sim ! Quem me conhece de verdade sabe que eu não vivo sem uma caneta e um pedaço de papel, por menor que seja. Cada um vê a felicidade de uma forma diferente, e a minha é assim resumida. Bruninho do Sorriso Maroto diz “Acredito que dias melhores estão por vir”, e eu acredito mesmo, mas pra isso é preciso ir atrás, ir à luta. De nada adianta ficar esperando, porque exceto a chuva, nada cai do céu. E sempre digo, que só merece a felicidade quem acorda disposto a conquistá-la. "





" Já perdoei erros quase imperdoáveis, tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis. Já fiz coisas por impulso, já me decepcionei com pessoas que eu nunca pensei que iriam me decepcionar, mas também já decepcionei alguém. Já abracei pra proteger, já dei risada quando não podia, fiz amigos eternos, e amigos que eu nunca mais vi. Amei e fui amada, mas também já fui rejeitada, fui amada e não amei. Já gritei e pulei de tanta felicidade, já vivi de amor e fiz juras eternas, e quebrei a cara muitas vezes ! Já chorei ouvindo música e vendo fotos, já liguei só para escutar uma voz, me apaixonei por um sorriso, já pensei que fosse morrer de tanta saudade. Tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo) "


" Que atire a primeira pedra quem nunca pensou em desistir. E como diz o ditado, "Deus nunca te dá um fardo maior do que tu possa carregar". As vezes somos obrigados a superar obstáculos para alcançar o que planejamos. Passamos tanto por momentos bons, como por momentos ruins. Coisas que fazem parte da vida. E vale lembrar que, se está difícil é porque vale a pena. Agora, voltando à primeira frase, sobre desistir. Não existe uma criatura que nunca tenha desistido , a menos, claro, que também nunca tenha planejado nada. Umas e outras desistências fazem parte da vida. Mas, em certos caos, não podemos simplesmente desistir do que tanto queremos, jogar tudo pro alto, somente pelo fato de não ter acontecido do jeito que havíamos planejado. Até porque, tudo que vem fácil, vai fácil. E se ainda não deu certo é porque ainda não chegou o fim ! "




Nenhum comentário: